ruas míopes ao tacto
correr em despedaço
o nosso passo desvagar

estilhaçar o tempo em
cabeça tronco e membros
e entrar por ele adentro

como quem reza de mãos
cegas rasgadas sob um livro
e determo-nos num só verso:

o tempo é todo em dores.


Miguel Alexandre Marquez

Sem comentários:

Enviar um comentário