Donde vem então esta repugnância? Depende talvez do destino que damos às coisas que saem de nós? O excremento vai para as fossas, a criança para a vida, as frases para o nada.
Mas o que há de mais estranho também do que haver um Dentro e um Fora?


Paul Valéry
fragmentos narrativos

Sem comentários:

Enviar um comentário