4.

vira os velhos antes do sol, puxando a gola
do casaco até à nuca e atravessara a cidade
com os mendigos esburacando as manhãs
por entre as árvores. ancoradas à morte
sucediam-se as estações, quase brandas
sobre a mágoa dos olhos postos na cal.
para uma raça de guerreiros refaz os planos
e entoa: primeiro, segundo, terceiro ...
o altifalante vermelho a três quartos
a longa boca da mulher e o grito
as escadarias de odessa. do rio
chegariam as pessoas vendendo pulmões de pedra
com o sangue arrefecido. alguém poderia ter dito:
«a taxa de desemrpego é muito forte». tanto faria.
o mundo estaria suspenso da mesma maneira
sob a ficção e o nevoeiro. ainda ontem à noite
sonhara que os peixes tinham arrancado as espinhas
enquanto morriam num campo de trigo
virados de costas para o sol. na cidade, porém
todos estes propósitos seriam eficazmente controlados
amenos à sorte de tanto pedir
(ou pretender) o perdão e as circunstâncias.
não haveria espaço para o vento no suor
do trabalho. eis por onde passavam os autocarros
e se feriam os campos. de resto,
enquanto cresciam os meses na precisão da boca
a gola do casaco subia até à nuca
atravessando a cidade e a lembrança
por entre os dentes.



R. Lino
Atlas Paralelo

Sem comentários:

Enviar um comentário